domingo, 2 de novembro de 2008

Biologia de S.Mikanii e S.Ventrimaculatus / S.S.A.

Foto por: Omar Machado Entiauspe Neto / Dormideira: Sibynomorphus ventrimaculatus

Sibynomorphus ventrimaculatus:
Espécie que alcança 30-40 cm (53 cm , obs pess. Omar Machado Entiauspe Neto, 2008) e alimenta-se de lesmas. É encontrada sob troncos, encostada entre a grama e a parede ou enterrada. Normalmente é encontrada em locais com cascas de caramujo. Ocorre no Rio Grande do Sul. Como posição defensiva pode expandir seus maxilares lateralmente (triangular a cabeça), pode soltar descarga cloacal, armar bote e esconder a cabeça embaixo do corpo (Obs pess. Omar Machado Entiauspe Neto, 2008).

Sibynomorphus mikanii:
Espécie que alcança de 30-60 cm e alimenta-se de lesmas, sendo frequentemente encontrada em pés de alface. Frequentemente confundida com serpentes do gênero Bothrops (Jararacas, Urutus, Cotiaras e outras) que
apresentam dorso com losangos ou desenhos em forma de ganchos de telefone enquanto a dormideira apresenta faixas negras sobre fundo branco ou marrom.

Serpentes S.A: Pesquisa de Dormideiras
A ONG S.S.A. pesquisa as serpentes do gênero Sibynomorphus, foi fundada em 2008 por Omar Entiauspe Neto e Pedro Alvaro Neves com o objetivo de passar informações para as pessoas sobre as dormideiras após ver a matança destas serpentes inofensivas em plantações de alface e nas cidades. "É importante passar informações para as pessoas, principalmente os agricultores que podem encontrar alguma em sua plantação de alface e pessoas do campo, tudo começou quando o caseiro da casa da minha dinda encontrou uma dormideira. A falta de informação sobre estes animais dóceis e inofensivos é incrível. Desde então venho mostrando o mundo das dormideiras para as pessoas" diz Omar, um dos fundadores da S.S.A. Hoje a S.S.A. faz pesquisas de habitat, coloração e alimentação de dormideiras. Um exemplo é uma pesquisa de coloração de dormideiras que inclui coletar dormideiras de locais diferentes e ver a coloração.

3 comentários:

Sabrina disse...

0lah!! adorei o informativo, soh gostaria de saber se existe algum outro modo de eu me certificar que a cobra que eu encontrar, seria mesmo a dormideira. algo pra ter certeza!! obrigada!

Etiene disse...

Valeu!!! cortaram o mato perto de casa e apareceu; uma dessas pequenas(filhote eu acho) mais ou menos 15 cm; na minha sala, ficamos com medo e meu marido ia mata-la mas eu a achei tão engraçadinha que resolvemos guarda-la enquanto eu pesquisava sobre ela, vai fazer 3 semanas e foi graças a Deus (vocês também) q agora sei como vou cuidar dela. obrigada.

noizes disse...

Qual o tempo de vida delas?